Posts com Tag ‘Pós Modernidade’

doisouum

Casar é fácil, permanecer casado é arte…

Como casar certo? Pois é aí que grande parte dos casamentos acabam: antes mesmo do início.

Talvez, se percebermos a importância de pensar, realmente pensar e analisar com quem vamos casar podemos estar dando já alguns passos para uma decisão acertada. Pensar com a mente, não com o coração.

Frio? Não acredito.

Afinal, amor vai muito além de um sentimento; amor é escolha.

E aí vem a arte de permanecer casado:

Escolher estar casado e escolher como referência total de vida as palavras do Idealizador do casamento.

 

Imagens by Hudson e Dalila Parente

Edição by Dalila Parente

Trilha by Hudson Parente

Reset

Tempo de dar um reset…

Edição by Dalila Parente

Captura de vídeo by Hudson Parente

Pai, como você está?


Já se foi mais um dia dos pais e talvez não tenhamos parado para pensar sobre esse relacionamento pai – filho. Há alguns meses atrás assistimos à: “How are you, Dad?”  (veja o trailer) – um filme pouco convencional, para quem quer sair um pouco do circuito Hollywoodiano e experimentar a linguagem asiática de cinema.

A produção taiwanesa é composta de 10 curtas que apresentam a dinâmica da complexidade da relação pai e filho. Não curtí todos os curtas, mas alguns me fizeram pensar no meu relacionamento com meu pai/mãe e com outras pessoas.

De tempos em tempos pararmos e refletirmos sobre nossos relacionamentos… pai-filho(a), mãe-filha(o), Deus-eu (e você)…

Tempos de manutenção…


by Hudson Parente

242 Expo

Para quem curte “action figures”, o Projeto 242 estará promovendo o “242 Expo Day” nesse próximo sábado 21/08/2010.


O evento começa a partir das 14:00h e conta ainda com esculturas, apresentação de curtas e outros.
Maiores informações:
242 Expo Day.


by Hudson Parente

Ilustração: David Kim

Risco x Apatia

Taí um livro que parece ser interessante: “A Certain Risk” (Um Certo Risco), escrito por Paul Richardson.

Nele, o autor procura mostrar e inspirar o leitor a sair da apatia e buscar soluções criativas para as complexidades do mundo que o cerca. Coisas que Richardson, que mora hoje no maior país muçulmano do mundo, procura aplicar em seu dia a dia enfrentando as dificuldades em uma cultura totalmente diferente do ocidente. O livro ainda não tem previsão de lançamento aqui no Brasil. De qualquer forma, fica aí a dica para quem gosta de garimpar livros estrangeiros.


by Hudson Parente