Minhas Verdades,

Meu  Mundo


“Tudo que faço é pra mim

Até a bondade que ofereço

Fui evoluindo assim

Pra conseguir o que mereço”


“Mondo Muderno” de Jay Vaquer

Minhas Verdades, Meu Mundo

O que fazemos… pra quem fazemos? Por que fazemos?

Parece que cada vez mais as pessoas estão se perdendo nelas mesmas; num mundo próprio onde o insaciável ego deve ser servido a qualquer custo. Mentiras com “roupagem” de verdades em favor do “bem” estar de sí próprias; enganando outros e a sí mesmas.

`Vale tudo para me agradar, afinal: é meu mundo`.

Até ações disfarçadas de bondade muitas vezes não passam da busca pelo interesse do indivíduo; tudo para conseguir o que “merece”…

Será isso evolução da espécie? Duvido muito… não será maior evolução o se importar com outros além de sí mesmo?

E tudo o que você faz: Pra quem é?


Continua…


by Hudson Parente

comentários
  1. fabioq disse:

    Boa reflexao bicho

  2. poesianocaos disse:

    Valeu Fabião!
    Bom te ver ontem e por aqui…

  3. […] Continuação de Impressões.65 & 63 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s